Welcome to my website

Este espaço é dedicado á divulgação de notícias, artigos e informação relacionada com o fenómeno OVNI. Desde Portugal para o resto do mundo.

sábado, 29 de outubro de 2011

PILOTOS: TESTEMUNHAS DE ELITE


. A história da aviação está repleta de episódios e testemunhos sobre o fenómeno OVNI. Alguns dos episódios mais importantes, foram protagonizados por pilotos civis e militares, controladores aéreos e radaristas. O resultado, é um conjunto de casos presenciados por profissionais altamente qualificados e que se tornaram testemunhas de alta credibilidade. A seguir irei descrever alguns desses episódios que marcaram a história da aviação.

. Em Junho de 1954, um avião Statoliner da BOAC que fazia o trajecto Nova Iorque-Londres, foi acompanhado ao longo de 150 Km por um enorme objecto cilíndrico e seis outros objectos mais pequenos. O comandante James H. Howard, a sua tripulação e parte dos passageiros foram testemunhas durante mais de 6 minutos dos movimentos daqueles estranhos aparelhos. No entanto, o relatório elaborado pela Força Aérea dos E.U.A atribuiu o acontecimento a simples reflexos da aeronave, negando assim a evidência do fenómeno.




. Nos finais dos anos 60 um interessante caso ovni foi testemunhado pelo comandante Álvaro González Tarife, o seu imediato a bordo Santiago Pardo, e um terceiro piloto. Eram aproximadamente 23:00h quando o Focker tinha descolado com 44 passageiros a bordo, do aeroporto de El Aaiún rumo a Tenerife. O voo decorria tranquilamente até que, subitamente, um objecto esférico, alaranjado como um Sol, surgiu na noite precipitando-se violentamente em direcção ao avião e "estacionou" a poucos metros da cabine do avião. Álvaro González, o seu co-piloto e um capitão do exército de Terra, piloto de helicópteros e responsável pela análise do JP1 (tipo de combustível para aviões militares), puderam observar estupefactos os movimentos do ovni com todo o detalhe. Entretanto o piloto desviou-se virando para a esquerda e aquela esfera alaranjada segui-o. O Focker subiu a 3500 metros e o ovni permaneceu sempre a seu lado. Durante vários minutos o avião foi perseguido pelo objecto, até que o Focker girou 360 graus numa arriscada manobra, mas aquela esfera girou também mantendo-se a seu lado todo o tempo. De nada serviram as mudanças de velocidade, altitude e rumo do avião. Depois de meia hora de tensão, o ovni aumentou a velocidade ultrapassando o avião, deixando uma espécie de rasto e perdeu-se de vista em direcção a Dakar.


. No dia 11 de Março de 1979, o comandante Carlos García Bustamente e o co-piloto António Pérez Fernandez, pilotavam um DC-9 da Aviaco fazendo a rota de Bilbao a Barcelona, observaram um estranho e gigantesco objecto que descreveram como que parecido com os "isoladores de porcelana do fio de telefone", ou seja, como três discos sobrepostos um sobre o outro. O avião então sobrevoou o descomunal objecto, que se encontrava mais ou menos na vertical da barragem de Yesa, a 24000 pés de altitude. Pouco depois de avistar o objecto, ás 17:10h, outro piloto de DSC-9, o comandante Martin L. Sedó e o seu imediato Pedro Pérez Nuñez, informavam a Central de Madrid da presença do ovni. O comandante Martin que voava de Pamplona a Barcelona, solicitou ao Controle de Madrid a autorização para rodear o objecto. A autorização foi concedida e o piloto conseguiu rodear o colossal objecto não identificado, subindo entre 21000 a 23000 pés. Segundo os cálculos de Martin Sedó, aquela enorme bola acinzentada media 6 quilómetros de diâmetro por 600 metros de altura. Neste sentido, os cálculos de García Bermudez que sobrevoou o objecto de ponta a ponta na aeropista UG23, calculando o diâmetro do mesmo a partir da sua velocidade de cruzeiro e do tempo que demoraram a atravessá-lo, coincidem com as do comandante Martin Sedó. Um terceiro avião, na rota Hamburgo-Las palmas, pilotado pelo comandante Justo Galla, a 33000 pés também viu o ovni. Justo Galla escutou pela frequência "Picador" (ar/ar) como Martin Sedó, visivelmente excitado exclamava que aquele volume parecia maciço. Inclusivamente o Centro de Controle registou uma situação de "vazio radar" no lugar onde se encontrava o objecto. Conclusão os três testemunhos coincidem plenamente uns com os outros.


. Na imagem o comandante Carlos García Bustamente recordando o caso.


.
No dia 8 de Junho de 1991, ocorria no Paraguai um caso em que estiveram implicados dois aviões e um ovni, o radar de uma torre de controle e várias testemunhas do Aeroporto de Assunção. Primeiro um avião de passageiros da LAP, co-pilotado pelo Coronel Angel David Fariña, e depois uma avioneta CESSNA, foram acompanhados por um ovni durante parte do seu percurso, tendo os seus movimentos sido seguidos da Torre de Controle do aeroporto. Finalmente o ovni seguiu a avioneta até a sua aterragem e permaneceu durante 6 minutos imóvel no ar sobre a extremidade da pista, sendo observado por todo o pessoal de terra que se encontrava de serviço.


. Evidências fotográficas:


. Este ovni foi fotografado em 1967 em Espanha, e foi perseguido por vários caças Sabre e F-104.


. Estes dois ovnis foram filmados por um oficial de segurança, quando sobrevoavam um aeroporto na Suíça.


. É frequente a presença de um objecto aéreo não identificado provocar a descolagem de caças militares interceptores, o que não é tão comum é que, como neste caso exista alguém que capte o momento.


. Este objecto foi fotografado por um passageiro de um avião durante um voo entre Roma e Amã, capital da Jordânia, no dia 30 de Janeiro de 2008.

. Estes e muitos outros casos têm surgido ao longo da história da humanidade, e já fizeram parte dos arquivos secretos de governos de vários países do mundo, continuando ainda um enigma que para alguns cépticos são difíceis de aceitar, embora não faltem provas evidentes da sua existência.




sábado, 22 de outubro de 2011

A NOITE OFICIAL DOS OVNIS NO BRASIL


. Este caso é um dos mais importantes no que diz respeito á ufologia brasileira e que passo a citar. Tudo ocorreu na noite de 19 de Maio de 1986, quando cerca de vinte e um objectos voadores não identificados invadiram o espaço aéreo brasileiro, e foram detectados pelos radares do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I), com sede em Brasília. Esta espantosa aparição durou cerca de três horas, e foi observada nos estados de Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro e Pará. A situação chegou a tal ponto que o Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (CONDABRA), considerou que a segurança do espaço aéreo poderia estar ameaçada, principalmente em São Paulo, onde se concentra o maior número de rotas aéreas do país e onde os ovnis estavam mais activos. Isto levou o Alto Comando da Força Aérea Brasileira a efectuar duas operações de interceptação e perseguição dos ovnis por caças F-5 e Mirage, um partindo da Base Aérea de Santa Cruz (RJ) e outro de Anápolis (GO).




.
No dia seguinte, o então Ministério da Aeronáutica, o Tenente - Brigadeiro do ar Octávio Júlio Moreira Lima, deu uma entrevista colectiva á imprensa, juntamente com os pilotos dos caças, confirmando todos os acontecimentos.
Também não devemos esquecer que os pilotos de Mirage e F-5 são considerados os melhores do Brasil, pois fazem inúmeros cursos de especialização e nunca iriam confundir meteoritos com ovnis. Lendo os currículos dos pilotos que levantaram voo naquela noite, tem-se uma boa ideia da sua experiência; 900 missões, 2000 horas de voo, e assim por diante.
Mais tarde foi divulgado o relatório oficial da Força Aérea Brasileira sobre o caso que diz : " como conclusão dos factos observados, é de parecer que os fenómenos são sólidos e reflectem de certa forma inteligência, pela capacidade de acompanhar e manter a distância dos observadores, como também voar em formação, não sendo forçosamente tripulados ".

. Assista ao vídeo abaixo sobre este impressionante caso:


video



sábado, 15 de outubro de 2011

EVIDÊNCIAS OVNI DOS ARQUIVOS


. Ovni em forma de cigarro fotografado em Cumberland, Rhode Island, E.U.A.



video



. Ovni procedente do mar é fotografado em Maslin Beach, no sul da Austrália.



video





sábado, 8 de outubro de 2011

AERONAVE DESCONHECIDA FILMADA EM ONTÁRIO, CANADÁ


. Este objecto voador não identificado, foi visto e filmado no dia 27 de Setembro de 2011, sobre a zona de Thunder Bay, em Ontário, no Canadá. O objecto foi observado a sobrevoar uma zona de arvoredo na linha do horizonte, e deslocava-se da esquerda para a direita vindo de noroeste. Quando começou a sair da linha do horizonte e quando a testemunha fez zoom com a câmara, pôde-se observar que o objecto possuía quatro focos luminosos na sua periferia de cor avermelhada, e não produzia qualquer tipo de ruído audível aquela distância.


video


OBJECTO BRILHANTE FILMADO NO MÉXICO


. 22 de Setembro de 2011, cidade do México.


. Um estudante de engenharia robótica da cidade do México, enquanto fazia uma pausa entre as aulas no estacionamento da universidade, observou de repente uma luz brilhante no céu. A princípio pensou tratar-se de um balão, mas observando com mais atenção, notou que estava demasiado alto, inclusive três vezes mais acima do que um avião que tinha acabado de passar momentos antes naquele sítio. O objecto deslocava-se por entre as nuvens e produzia um brilho pulsante de tipo flash. A testemunha abriu o zoom da câmara para tentar focá-lo melhor e quase o perdeu de foco, devido a estar demasiado longe. Finalmente o estranho objecto desapareceu de vista no céu da cidade.


video


OVNI CAPTADO DURANTE DESFILE MILITAR NO MÉXICO

. Estas imagens foram captadas no dia 16 de Setembro de 2011, na cidade do México, durante as celebrações da sua independência. As imagens foram obtidas por Daniel Salim Sigales e são compartilhadas por Ana Luísa Cid. O vídeo mostra a formação de voo e acrobacias de aviões militares pelo céu da cidade, quando um deles é abordado no ar por um ovni aparentemente de forma esférica. Vejam uma parte do vídeo analisado ao pormenor no momento em que o objecto se aproxima de um dos aviões.


video




ESTRANHO OBJECTO CILÍNDRICO FILMADO NO BRASIL

. Este objecto de formato cilíndrico foi filmado em Ribeirão Preto, perto do Aeroporto Leite Lopez no Brasil, no passado mês de Setembro de 2011. Por falta de mais detalhes sobre o caso, não poderei fornecer mais informações acerca dele. Por isso, ficam as imagens gravadas como testemunho para que os leitores tirem as suas conclusões.


video


. Balão ou ovni?

sábado, 1 de outubro de 2011

OVNIS EM RHODE ISLAND


. Revisitando um dos casos de Rhode Island.

. No dia 10 de Junho de 1967, aproximadamente ás 12:00h do meio-dia, o Sr. Harold Trudel, de 29 anos, casado e pai de 3 filhos, conduzia o seu automóvel a oeste de Wrentham Road, em Woonsock, no estado de Rhode Island, E.U.A. A dado momento, saiu da estrada e estacionou perto de umas linhas de alta tensão. Não era a primeira vez que observava por aquelas bandas, estranhos objectos voadores não identificados. Por isso, vinha prevenido e trazia consigo a sua câmara fotográfica, no caso de voltar a observar um desses estranhos aparelhos e o poder fotografar. Naquele dia teve sorte e quando menos esperava, surge um objecto metálico em forma de disco e com uma cúpula, que se aproximava das linhas de alta tensão vindo de oeste. Trudel não podia acreditar no que os seus olhos viam, finalmente iria poder captar o momento com a sua máquina. Saiu do carro e sentindo-se um pouco inseguro, agachou-se atrás de uns arbustos. Ele não queria que fosse detectado por algum mecanismo ou algum possível ocupante da nave, se é que esta estivesse ocupada. O aparelho rodopiava sobre a zona de um lado para o outro a baixa altitude como uma abelha, e Trudel começou a fotografá-lo mudando em várias ocasiões de posição tentando manter-se escondido. Trudel havia notado ainda, que na parte inferior central do objecto, sobressaía uma espécie de antena. O objecto permaneceu no local durante uns 5 minutos antes de desaparecer em direcção a norte. No total haviam sido tiradas 7 fotografias do estranho aparelho.



. Imagens explícitas do estranho aparelho:







. Caso idêntico 6 dias depois.

. Seis dias depois, no dia 16 de Junho de 1967, Trudel voltou a ser contemplado com outro avistamento perto do mesmo local onde tinha observado uma semana antes aquele estranho aparelho. Desta vez o objecto idêntico ao primeiro, apresentava uma cúpula mais saliente na parte superior e umas saliências ou "pés" na parte inferior, talvez servindo de suporte ao aparelho. Trudel fez duas fotos deste objecto, mais tarde passados uns vinte minutos, toda a área populacional sofreu um corte de energia. Coicidência ou não, ou talvez produzido pela presença do objecto.