Welcome to my website

Este espaço é dedicado á divulgação de notícias, artigos e informação relacionada com o fenómeno OVNI. Desde Portugal para o resto do mundo.

sábado, 16 de outubro de 2010

NOVO PLANETA DESCOBERTO - GLIESE 581G

. A descoberta que resulta de 11 anos de observações, foi feita por cientistas da Universidade da Califórnia, Santa Cruz, e do Instituto Carnegie, em Washington. A sua descoberta foi anunciada no dia 29 de Setembro de 2010, e acredita-se ser o exoplaneta mais parecido com a Terra, e o melhor candidato com potencial para abrigar vida. Gliese 581g é um dos 6 planetas extra-solares encontrados em órbita de Gliese, uma estrela anã vermelha a 20,3 anos-luz de distância da Terra, na Constelação de Libra (Balança). Tem uma massa 3 vezes superior á da Terra e parece ser rochoso, portanto terá gravidade suficiente para conseguir reter a sua atmosfera. A sua órbita coloca-o bem no centro da chamada "zona habitável", onde a água poderá existir em estado líquido.

. Rotação do planeta.

.
Um ano em Gliese 581g dura apenas 37 dias. Este é o tempo que leva a completar uma volta á sua estrela. Devido á proximidade com a sua estrela mãe foi prevista a ocorrência de um fenómeno chamado acoplamento de maré, em que o planeta mostra sempre o mesmo lado para a estrela, tal como a Lua mostra sempre a mesma face para a Terra. Assim, no lado do planeta virado para o Sol é sempre dia e no que fica na obscuridade é sempre noite.

. Gravidade.

. A gravidade na superfície seria praticamente a mesma ou ligeiramente maior que a Terra, de modo que um astronauta poderia caminhar sem grades problemas na superfície do planeta.

. Temperatura.

.
As temperaturas á superfície oscilam entre o calor escaldante e o frio de enregelar, mas a temperatura média é negativa: -31 a -12 graus celcius, segundo um comunicado de imprensa da Universidade da Califórnia em Santa Cruz. Mas, se tiver uma atmosfera, poderá ter um efeito de estufa capaz de harmonizar melhor as condições na superfície.
No entanto, o local mais confortável do planeta seria a zona de transição entre a obscuridade e a luz, onde as temperaturas seriam mais amenas, dizem os cientistas. Mas o facto de o planeta estar dividido em duas zonas claramente definidas e estáveis pode ser uma vantagem para que surga vida. Quaisqueres formas de vida que surgissem no planeta teriam uma grande variedade de climas estáveis para evoluir, dependendo da longitude em que se encontrassem.


. Atmosfera.

. A temperatura não é tudo, havendo ainda outros desafios a ultrapassar. Se a atmosfera for composta por amónia, poderá ser difícil. Mas se forem convencionais como o oxigénio e o dióxido de carbono, há todas as razões para pensar que a vida tal como a conhecemos possa existir.

video



Sem comentários:

Enviar um comentário