Welcome to my website

Este espaço é dedicado á divulgação de notícias, artigos e informação relacionada com o fenómeno OVNI. Desde Portugal para o resto do mundo.

sábado, 26 de setembro de 2015

MISTERIOSOS DISCOS DE PEDRA ENCONTRADOS NA RÚSSIA


. Uma empresa de mineração de carvão encontrou recentemente durante o seu trabalho de escavação na Bacia Kuznetsk da Sibéria, na Rússia, uma estranhas pedras ou "objectos" em forma de disco voador. Uma das pedras é quase perfeitamente circular, com um diâmetro de cerca de 1,2 metros e pesa cerca de 200 kg.
O mineiro Boris Glazkov, de 40 anos, que encontrou o estranho artefacto disse; " Eu nunca vi nada semelhante como este objecto, aqui no meio do nada e com este formato...certamente deve ter sido feito por alguém! É um verdadeiro mistério...!"
O seu colega Arthur Presnyakov, de 38 anos, disse; " Haviam dois objectos semelhantes, mas o primeiro partiu-se quando estava a ser içado para fora..."
Os arqueólogos foram chamados ao local para examinar o achado, que os mineiros acreditam serem feitos por alguém, e não por serem de origem natural e ecológico. No entanto há quem acredite que tenham caído do espaço há milhares de anos atrás. Tendo em conta que o objecto foi encontrado a uma profundidade de cerca de 40 metros, poderá ser tão antigo ou mais que os ossos de mamute que foram descobertos na mesma área, a uma profundidade de 25 metros. Uma investigação está em curso, esperando-se novos resultados brevemente! Assista ao vídeo abaixo!



video



. EXPEDIÇÃO "KOSMOPOISK" ENCONTRA DISCO DE PEDRA COM 4 METROS DE DIÂMETRO

. No passado dia 9 de Setembro de 2015, uma expedição organizada pelo grupo russo de Ufologia e Criptologia, "Kosmopoisk", liderada por Vadim Chernobrov, descobriu um disco de pedra com 4 metros de diâmetro, no cume Medveditskaya, distrito Zhirnovsky, perto de Volgograd. 
De acordo com o ufólogo Chernobrov, vários discos semelhantes já foram encontrados na região recentemente, alguns apenas com 1 metro de diâmetro, outro com 2 metros, mas este com 4 metros é realmente único, referiu o ufólogo.
A natureza do disco permanece um mistério, mas estudos iniciais revelam que este poderá ter cerca de um milhão de anos. As primeiras análises também revelaram que partes do disco é constituído por Tungsténio, um metal muito duro e de difícil fusão, usado para construir partes expostas ao calo extremo, pelo que também é usado em tecnologia militar. Devido á sua idade, há quem especule que o artefacto poderá ser tecnologia de origem extraterrestre. É de salientar, que este tipo de metal também já foi encontrado em outros locais de queda de ovnis.
O disco encontra-se agora em exposição no Museu Zhirnovsky, e está a ser estudado por especialistas. Entretanto a equipa "Kosmopoisk" continua a procurar mais vestígios destes artefactos na região de Volgograd.










Sem comentários:

Enviar um comentário