Welcome to my website

Este espaço é dedicado á divulgação de notícias, artigos e informação relacionada com o fenómeno OVNI. Desde Portugal para o resto do mundo.

domingo, 31 de janeiro de 2010

AS APARIÇÕES EM ZEITOUN E A POSSÍVEL RELAÇÃO COM O FENÓMENO OVNI


. Zeitoun é uma localidade situada no Cairo, Egipto, segundo a tradição cristã, teria sido a localidade onde a Sagrada Família (José, Maria e o recém-nascido Jesus) teriam-se refugiado, para escapar ás tentativas de Herodes para matar o pequeno Messias.
No passado houve ali um santuário que foi reconstruído várias vezes em honra de Santa Maria. Era considerado como o local onde a Sagrada Família encontrara abrigo.

. As aparições ...

. A primeira aparição aconteceu uns meses depois da guerra entre Israel e os países vizinhos. Tudo começou na noite de 2 de Abril de 1968. Dois mecânicos que trabalhavam numa oficina de automóveis localizada perto da igreja, ficaram surpreendidos ao verem uma mulher vestida de branco, que parecia uma freira, sobre a cúpula da igreja. Vendo a sua posição pouco cómoda sobre a igreja, os mecânicos pensaram que a dita mulher se fosse suicidar e gritaram para que não salta-se. Entretanto correram a chamar a polícia e os bombeiros, mas o padre da basílica alertado com o sucedido, foi o primeiro a aperceber-se de que se tratava de uma aparição.
Entretanto a multidão foi-se formando, e no meio de gritos de espanto, a "freira" começou a desaparecer diante dos olhos atónitos das testemunhas.
Isto era apenas o começo, pois uma série de outras aparições iriam voltar a dar-se no mesmo local e atrair a atenção do mundo inteiro para esta pequena igreja.



. A chegada da "Virgem Santíssima"era anunciada por luzes misteriosas.

. As aparições ocorriam sempre de noite, que por vezes duravam alguns minutos outras vezes algumas horas. Em geral, a chegada da entidade feminina era anunciada por luzes misteriosas que se viam a movimentar-se no céu, «esferas luminosas» muito brilhantes, descargas eléctricas, relâmpagos, «uma chuva de estrelas» como se fossem diamantes feitos de luz que se deixavam cair dos céus.
Ela aparecia em tamanho natural, completamente vestida de branco puro ou levemente azulado. Deslocava-se deslizando por cima da igreja, para que todos pudessem ver-lhe o rosto. Outro fenómeno acompanhava as aparições : «aves luminosas», do tamanho ou maiores que pombas deslocavam-se sem ruído. Surgiam dispostas em formação de duas, três, seis, sete ou doze e voavam em linhas paralelas, em harmonia perfeita sob o ponto de vista da distância e da velocidade.









. A entidade parecia cercada por um globo de luz e foram observados feixes de fumo roxo perfumado que fluíam pela igreja e caíam sobre as aglomerações de gente ao redor dela.
As autoridades egípcias desconfiaram dos acontecimentos e fizeram uma busca em redor de toda a igreja num raio de 20 Km, para tentar encontrar algumas fontes de luz que pudessem estar a projectar imagens para a igreja, mas não encontraram nada. Assim a Dama do céu com as suas manifestações, conseguiu unir cristãos e muçulmanos, que cantavam juntos as mesmas canções, tornando-se num espectáculo de rara beleza.
Em pouco tempo, a mídia internacional, inclusive o New Yorque Times e principais revistas, publicavam artigos sobre as aparições inexplicáveis e muitas fotografias incontestáveis tiradas no momento.
Rapidamente um relatório foi publicado por parte da comissão de investigação, instaurada em 23 de Abril de 1968, por sua Santidade Ansa Kyrillos VI, Patriarca da sé de São Marcos na África e no Oriente Próximo.
O relatório confirmou além da veracidade do caso, curas milagrosas de casos desesperados de vários tipos de doenças. É importante sublinhar que todas essas curas foram confirmadas por médicos.




video


. A possivél relação com o fenómeno Ovni.

. Como já foi referido acima, fenómenos inexplicáveis antecediam as aparições. Também na fenomologia ovni é comum este tipo de fenómenos que acompanham o seu surgimento.
Luzes estranhas, descargas eléctricas, curas milagrosas, queda de filamentos designados por«cabelos de anjo» ou «fibralvina»,ou ainda supostos seres ou entidades luminosas que são vistas durante um contacto imediato muito próximo, fazem parte da lista para descrever o fenómeno Ovni.
No caso das aparições de Zeitoun, todos os fenómenos que englobam o surgimento da entidade, são semelhantes ao do fenómeno Ovni. Isto leva-nos a uma questão : Serão as aparições marianas e o fenómeno Ovni a união de uma mesma realidade?
Quem sabe, num futuro próximo, todos estes mistérios se desvendem e nos levem a conhecer universos e realidades totalmente diferentes das que conhecemos hoje.






domingo, 24 de janeiro de 2010

A BATALHA DE LOS ANGELES


. Em 25 de Fevereiro de 1942, ocorreu um dos mais impressionantes casos ufológicos da história, tendo como testemunhas directas milhares de pessoas na região de Los Angeles, no Estado da Califórnia, nos E.U.A.

. Tudo começou na noite de 24 para 25 de Fevereiro, quando várias pessoas identificaram estranhos objectos luminosos nos céus. Algumas pessoas entraram então em contacto com a Brigada de Artilharia Costeira, responsável pela defesa aérea da região. Os objectos foram captados pelos radares e acompanhados pelos militares. Estes objectos adoptaram então uma formação em V, padrão utilizado por aeronaves militares. Em função disso, foram accionadas as sirenes de alerta para ataques aéreos. Foi ordenado um blakaut em toda a região e os holofotes foram ligados. As primeiras horas de 25 de Fevereiro de 1942, trariam o primeiro alerta de uma invasão, pois estávamos na turbulência da Segunda Guerra Mundial.
Milhares de moradores da região acordaram com as sirenes a tocar, e naturalmente o primeiro pensamento nas mentes de todos, era o de uma nova vaga de aviões japoneses a atacar o seu território.
Os cidadãos de Culver City e de Santa Mónica, seriam os primeiros a testemunhar o avistamento surreal de um objecto voador não identificado gigantesco a pairar sobre os subúrbios de Los Angeles. O que viram era inacreditável. Com os aviões japoneses ainda na sua mente e os holofotes iluminando o céu negro e límpido, uma ameaçante máquina voadora estava agora sobre eles. 37ª Brigada de Artilharia Costeira identificou o alvo, e começou a bombardeá-lo exaustivamente. Depois de milhares de disparos directamente contra o alvo, nada foi derrubado. Muitas testemunhas declararam que o grande objecto recebeu directamente muitos impactos, mas não parecia danificado. O objecto então deslocou-se em total silêncio em direcção a Long Beach, antes de desaparecer de vista. Os mais de 30 minutos de barragem de fogo, projectaram estilhaços sobre casas, automóveis e cidadãos. No rescaldo 6 indivíduos foram encontrados mortos, devido aos fragmentos de artilharia.
No dia seguinte moradores, militares e governantes estavam assustados. As autoridades militares não sabiam o que informar á população. Os jornais de todo o país publicaram a notícia do alarme ocorrido em Los Angeles, e publicaram numerosos depoimentos e inclusive uma espantosa fotografia do objecto quando estava a ser atacado.







. Nas fotografias acima observa-se os holofotes a iluminar um objecto sólido. Os pontos mais pequenos são tiros disparados na ocasião.

. As tentativas de explicação.

. Fizeram-se várias declarações que divergiam entre si, e até hoje não se tem uma estimativa exacta do número de objectos envolvidos no incidente. Algumas pessoas declararam terem observado um único objecto. Outros afirmaram que eram vários objectos luminosos, de tamanhos variados sobrevoando a região. Houveram também depoimentos a respeito de aeronaves de caça do 40º Esquadrão de Interceptação, que teriam descolado para repelir os invasores.
Diante de tanta exaltação pública, o então secretário da Marinha, Frank Knox, convocou uma reunião de imprensa onde afirmou que todo o episódio não passou de um falso alarme ocasionado por estado de ansiedade e nervosismo da guerra.
A imprensa não aceitou esta explicação e suspeitou que algum tipo de encobrimento estava a ocorrer. No jornal Long Beach Independent, lia-se: "Existe algumas reticências misteriosas acerca do assunto e parece haver alguma forma de censura que pretende por um ponto final no assunto".
No dia seguinte, o Secretário de Guerra, Stimson declarou que haviam 15 aeronaves não identificadas envolvidas, deslocando-se a 300km por hora, mas que nenhuma delas foi abatida. Especulou-se então que os japoneses teriam coordenado uma operação de aeronaves, com o apoio de um submarino detectado em Santa Bárbara, e que teriam descolado e realizado sobrevoos em Los Angeles provocando todo o alerta. Ele afirmou que o seu objectivo era impor o medo e baixar a moral do povo americano. Mas como os mares eram constantemente vigiados tanto por navios de guerra quanto por aeronaves, a possibilidade de tratar-se de um ataque estaria descartada.
Depois de inúmeras contradições o que permanece, é o grande mistério sobre a origem do insólito objecto.

sábado, 16 de janeiro de 2010

O CASO SALYUT-6

. Um dos casos mais interessantes de contacto imediato, ocorreu em órbita terrestre e envolveu os tripulantes da estação espacial russa Salyut. Eram eles os astronautas Viktor Savinikh e Vladimir Kovalyonok.

. Estávamos então no ano de 1981. Os dois astronautas encontravam-se em órbita terrestre, trabalhando na estação espacial Salyut-6. Após decorridos 75 dias de permanência no espaço, o astronauta Kovalyonok enquanto fazia alguns exercícios físicos num aparelho de ginástica para evitar a deteriorização dos músculos, e ao olhar pela vigia da cápsula, pode observar pela primeira vez um estranho objecto que não pode explicar de acordo com as leis da física. De imediato alertou Savinikh para o sucedido, e ambos ficaram a observar o objecto através das portinholas separadas entre si.
O objecto mantinha uma distância da estação espacial de uns 1000 metros, quando Kovalyonok agarrou numa câmara e começou a filmá-lo tornando-se num filme de 45 minutos. De seguida com a ajuda de binóculos percebeu que o objecto era perfeitamente esférico, prateado e não possuía qualquer tipo de saliência ou painéis solares, dos quais pudessem extrair energia. A nave misteriosa tinha apenas a metade do tamanho da Salyut-6, de 16 metros de comprimento.

Durante as 24h, isto é ao longo do dia 14 de Maio de 1981, o objecto permaneceu em posição estacionaria próximo á Salyut-6, sem demonstrar qualquer sinal de actividade. No dia seguinte, 15 de Maio e ao acordarem, os astronautas viram a nave não identificada ainda mais próximo, a aproximadamente 100 metros de distância. Assim puderam observar mais nitidamente a estranha nave. Havia uma serie de janelas ao seu redor, sendo 24 ao todo, divididas em três níveis. Através das mesmas foi possível observar 3 tripulantes que vestiam uma espécie de uniforme justo, colado ao corpo. Também usavam capacetes leves, semelhantes a capuzes apertados sobre a cabeça deixando o rosto parcialmente coberto. Entretanto foi possível notar que tinham um rosto de aparência humana, sobrancelhas compridas e grossas, narizes rectos, e grandes olhos azuis com um tamanho muito superior ao do padrão humano, e que impressionou bastante os astronautas. É de salientar que a sua expressão não mostrava qualquer tipo de emoção.



. Mais tarde, no mesmo dia, Kovalyonok pediu autorização ao controle em Terra para estabelecer um contacto mais directo com os seres, pois estes pareciam ser amistosos. Então o controle determinou que não fize-se contacto físico, apenas que trocassem mensagens visuais.
Os astronautas estavam-se a sentir perfeitamente á vontade perante o comportamento muito humano dos seres, cuja nave mudava de posição frequentemente, mas não se percebia qual a forma de propulsão utilizada pela mesma. A dado momento a nave chegou a aproximar-se a uma distância de 30 metros da Salyut. Os astronautas podiam não só ver os estranhos seres, mas também observar os seus movimentos que pareciam humanos, embora muito rígidos como se fossem mecânicos. Os cosmonautas então, decidiram abrir um grande mapa celeste próximo a uma das janelas da cápsula. O mapa mostrava o nosso sistema solar no centro. Kovalyonok admirou-se quando um dos seres fez exactamente a mesma coisa, e puxou do seu próprio mapa. Não restava dúvidas que eles estavam equipados com os mapas de navegação e apontavam para a parte da nossa galáxia com toda a precisão. Logo de seguida Kovalyonok pôs o dedo polegar para cima em sinal de positivo, recebendo o mesmo sinal por parte dos tripulantes. Em seguida a nave deles afastou-se a uma velocidade muito alta, reaparecendo na órbita seguinte. A nave afastou-se 6 vezes ao todo, sem uma razão aparente.
Usando uma lanterna, Kovalyonokteria tentado comunicar-se através de uma mensagem, primeiro em russo, depois em inglês, em Código Morse o seguinte conteúdo: "Astronautas soviéticos saúdam visitantes á Terra". Não houve nenhuma resposta. Então ele tentou uma figura matemática, usando uma luz breve para zero e uma longa para um, e sinalizou o número 101101. Logo depois veio um sinal luminoso como resposta. Mais tarde a mensagem foi decifrada como sendo um logaritmo usado por Kovalyonok nas suas pesquisas na cápsula.
No último dia do contacto, os seres saíram do objecto e aproximaram-se da Salyut. Os astronautas estimaram que os seres tinham aproximadamente 2 metros de altura e usavam todos fatos iguais. Então pediram permissão ao controle e Terra para também saírem e irem ao encontro dos seres, mas a saída foi negada. Após isso os seres voltaram ao objecto e partiram definitivamente. Após a partida do objecto os astronautas sentiram o que definiram como "uma estranha saudade".

. De regresso á Terra ...

. Alguns dias depois os astronautas regressaram á Terra, sendo submetidos a exames de rotina. Já restablecidos foram convocados para uma reunião extraordinária no dia 18 de Maio de 1981, feita pelo Gosplan (Ministério do Planeamento da ex-URSS).
Na ocasião estavam presentes diversos ufólogos, autoridades soviéticas, tanto administrativas como militares, além de cientistas de diversas áreas. O seu moderador foi o próprio chefe do programa espacial soviético, o General Timofeevict Beregovoy. A reunião ocorreu sobre forte esquema de segurança, onde não foram permitidos registos de qualquer espécie. Gravadores e máquinas fotográficas foram deixados na entrada do auditório. O encontro começou ás 5h da tarde e durou aproximadamente 2h. Após uma breve introdução do general Beregovoy, todos viram o filme obtido durante a missão.

. Depois da reunião, o governo russo não se pronunciou sobre o evento envolvendo a Salyut-6. O filme e as conclusões da investigação oficial do governo, permaneceram longe do conhecimento público. Os próprios astronautas, embora já tenham feito inúmeras declarações confirmando os factos, são reticentes em dar entrevistas sobre o assunto.


domingo, 10 de janeiro de 2010

OVNIS NO ESPAÇO EXTERIOR

. Durante as missões espaciais realizadas ao longo dos anos por vários astronautas, têm se registado objectos e fenómenos estranhos durante as suas missões.
Nalguns casos esses objectos foram fotografados, filmados e inclusive acompanharam os astronautas durante horas e mesmo dias.
A presença de Ovnis em lançamentos e regressos de missões espaciais, é uma das preocupações da Agência Espacial Norte-Americana (NASA). Tanto que o seu canal de televisão, o NASA TV, já não as transmite ao vivo, provavelmente por serem as partes que mais chamam a atenção do público.


video

. Aqui fica um vídeo interessante, a testemunhar esses registos durante as missões espaciais, e as várias opiniões sobre os especialistas.


domingo, 3 de janeiro de 2010

OVNI NA ARGENTINA PROVOCA INTERFERÊNCIAS DE TIPO ELECTROMAGNÉTICO


. No dia 15 de Dezembro de 2009, a população da província de Salta, na Argentina ficou chocada com a presença em plena luz do dia, de um objecto com forma de charuto que cortou os céus da cidade.
Eram por volta das 17:00h quando grande parte da população surpreendida, acompanhou a movimentação do estranho objecto. Segundo as testemunhas, o objecto era metálico em forma de charuto, e era iluminado em toda a sua periferia através de umas escotilhas ou janelas.
Segundo a população durante a passagem do objecto, houve interferências e cortes nas ligações dos telefones móveis e outros aparelhos, ficando estes mudos durante algum tempo.
A empresa Personal, responsável pelo serviço de comunicações foi consultada, mas não soube dar explicações técnicas sobre o ocorrido, aumentando assim o mistério do estranho objecto.