Welcome to my website

Este espaço é dedicado á divulgação de notícias, artigos e informação relacionada com o fenómeno OVNI. Desde Portugal para o resto do mundo.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

AVISTAMENTO NO PERÚ



. 13 de Agosto de 2009/Tacna/Perú.

. Tacna é uma cidade que fica no extremo sul do Perú, apenas a 52km da fronteira com o Chile. Foi precisamente nesse dia que a população tactenha foi surpreendida pelo avistamento de pelo menos dois ovnis sobre os céus da região. Eram por volta das 11:30h quando tudo ocorreu, inclusive o fenómeno foi gravado por uma equipa de TV. Segundo informações recebidas, houve uma consulta com a Força Aérea Peruana (FAP), que descartou a hipótese de aeronaves conhecidas. As autoridades do Aeroporto Carlos Ciriani disseram que não havia nenhum voo na altura da ocorrência. As primeiras tentativas para esclarecer o ocorrido era de que se trataria do planeta Júpiter e uma de suas luas. Mas posteriormente foram desmentidas pela astrónoma Maria Luísa Aguiar, que ainda recomendou para que a comunidade filma-se ou tira-se fotografias, com a finalidade de confirmar a posição dos objectos no firmamento e determinar do que se tratam. Outra das teorias teria a ver com a "a chuva de estrelas"que são observadas desde 11 de Agosto, no entanto o astrónomo Hugo Trigoso, do Instituto Geofísico do Perú (IGP), descartou a relação do fenómeno astronómico com os objectos filmados em Tecna.
Os habitantes da cidade continuam á espera do pronunciamento das autoridades para determinar do que se trava o fenómeno, que envolveu centenas de testemunhas.


. Uma das imagens captada no momento da ocorrência.



video

. Vídeo divulgado por uma estação de TV, sobre o avistamento.

domingo, 16 de agosto de 2009

O GRANDE BLAKAUT DE 1965

. A proximidade dos ovnis a baixa altitude, pode provocar uma série de efeitos sobre as testemunhas ou no meio ambiente. Um desses efeitos tem a ver com o electromagnetismo ou seja, interferências em todo o tipo de instrumentos eléctricos.
O caso que se segue, relata exactamente este tipo de efeito electromagnético.

. Eram precisamente 17:28h de 9 Novembro de 1965, quando um gigantesco blakaut privou de energia eléctrica vários estados da América. As regiões de Pensilvânia, Nova Iorque, Massachusetts, Connecticut, New Hampshire,Vermont e Ontário no Canadá, ficaram completamente ás escuras. Uma zona com um total de 250.000km quadrados e com mais de 30 milhões de habitantes ficou subitamente paralisada.
A frenética actividade da cidade de Nova Iorque ficou totalmente interrompida.Tudo o que funcionava com electricidade ficou subitamente paralisado : transportes, elevadores, televisão, a sinalização dos aeroportos, dos sistemas de radar, semáforos etc. Provocando grandes engarrafamentos de trânsito e registando-se vários acidentes e muitos feridos.
Mediante tal situação o pânico instalou-se. Muitos cidadaõs chegaram a pensar que a nação estava a ser evadida pela União Soviética. As bases militares e todos os sistemas de segurança militar haviam ficado igualmente paralisados. A normalidade só começou a restablecer-se na madrugada do dia seguinte.
Até então, e durante toda a noite, milhares de testemunhas observaram estranhas luzes, bolas de fogo e objectos azuis ou alaranjados que passavam no céu, no meio de um silêncio absoluto.



. O piloto Roberth Walsh, quando sobrevoava a cidade de Nova Iorque, pouco antes da interrupção, e depois de ter aterrado, confirmou junto de outras testemunhas, ter visto uma bola de fogo com uns 15 metros de diâmetro que parecia voar a 30 metros de altura em direcção a Tomson Road. Por sua vez o piloto nova-iorquino Weldon Ross, comunicou por rádio que ao tentar a aterragem no aeroporto de Hancock, de Siracuse, viu uma grande esfera luminosa com uns 30 metros de diâmetro, suspensa sobre a rede de alta tensão que provinha das cataratas do Niágara. Estas informações coincidiam com o início do grande blakaut.
O fotógrafo Arthur Rickerby, da revista ´´Life``, obteve uma foto de Nova Iorque em que aparece um objecto metálico de estranhas características sobrevoando a cidade no início da interrupção. Também outros fotógrafos captaram as evoluções dos estranhos objectos, de diferentes pontos geográficos.







. Como consequência dos acontecimentos, realizou-se um rigoroso inquérito oficial, tendo os peritos considerado que as causas do corte de corrente geral, continuavam sendo um mistério. Não tinham sido encontradas linhas partidas, geradores avariados ou disjuntores que tivessem falhado. O facto de um só aparelho de protecção disparasse não era motivo para deixar sem corrente eléctrica uma zona tão vasta, que tinha sido estudada para impedir qualquer reacção em cadeia por motivo de avaria em centrais ou linhas de transporte.
Só á uma possivél explicação; a de uma imprevista interferência de ordem electromagnética, a qual os sistemas de protecção não estavam preparados para evitar.

. Dado a coincidência de que foram observados ovnis no momento da interrupção, temos que considerar a hipótese de que os ovnis possuam um potente campo electromagnético, como propulsão ou componente dela. Esse campo poderia provocar impulsos assimétricos, acompanhados de sobretensão que faria disparar os dispositivos de protecção da rede, provocando o corte de corrente.

domingo, 9 de agosto de 2009

OVNIS OU NUVENS LENTICULARES?


. Fenómeno natural é erro de interpretação.


. Existe um tipo de nuvem, que recebeu o nome de nuvem lenticular, devido á sua forma peculiar em forma de lente.
Nas zonas próximas ás cadeias montanhosas, é frequente que se produzam formações de nuvens muito densas e de perfis extraordinariamente definidos, em forma de um ou vários discos sobrepostos.
O vento ao atingir grandes velocidades, num local razoavelmente plano, quando chega perto de uma montanha, sobe a encosta e faz um redemoinho que dá ás nuvens esta nitidez e estes contornos totalmente surreais.

. Abaixo, temos alguns exemplos das mais belas formações de nuvens lenticulares, que não passam de incríveis caprichos da natureza.





























. Um observador pouco acostumado com as aparições de ovnis, pode ser confundido com este tipo de fenómeno natural.

sábado, 1 de agosto de 2009

LA LUZ MALA

. O sul da Argentina é o cenário favorito de um acontecimento inexplicavél. Uma luz que persegue as suas "vitimas" á distância e parece ter um comportamento inteligente.
Segundo o relato das testemunhas, os avistamentos têm uma série de características comuns: a luz aparece sempre á noite, encontra-se a pouca altura do solo e é habitual seguir o viajante, nunca podendo este aproximar-se muito dela.

...é como uma bola de fogo, uma luz que anda na noite. Põe-se a par do condutor e segue-o.

. Quando próximas ás estradas, parece que se aproxima uma viatura por trás, o condutor abranda para deixar passar o outro veículo e a luz não avança, manten-se ali afastada. Quando o condutor prossegue o seu caminho, a luz faz o mesmo. Se tentar sair do carro, a luz afasta-se e quando se volta a entrar na viatura a luz aproxima-se de novo e volta a seguir o condutor, mas não por muito tempo e desaparece.




. Crenças e superstições :

. Segundo as crenças populares, á várias interpretações para o fenómeno.
Trata-se de almas que vagueiam pela terra, porque os seus pecados não lhes permitem entrar no céu, mas também não são tão graves ao ponto de serem condenados ao inferno.
Outra crença diz que se a luz se mantiver quieta sobre um sítio, está a indicar o lugar em que há alguém sepultado. Também á quem diga que se a luz for branca é boa, se for vermelha é má.
No noroeste da Argentina e em algumas zonas montanhosas, a luz é conhecida com "farol". Dizem que aparece ao anoitecer e que vagueia por zonas onde á tesouros enterrados, porque na realidade é o espírito do seu antigo dono, que tenta expulsar assim os intrusos da zona.







. Explicação cientifica :

. A explicação cientifica do fenómeno fala de fogos fatuos, pequenas chamas que flutuam a pouca altura do solo em zonas pantanosas e cemitérios, e que na antiguidade se associavam a espíritos e outros fenómenos subrenaturais.
A causa para tal fenómeno segundo esta teoria, é derivada á inflamação de certas substâncias que se desprendem dos restos animais e vegetais em putrefacção. Os fogos fatuos forman-se a partir da combustão espontânea do metano e a fosfamina, um gás que arde á temperatura ambiente, produto da decomposição da matéria orgânica.

Até aqui tudo bem, mas o que dizer do comportamento inteligente de certas luzes que as testemunhas dizem ter ?

Será um fenómeno natural, ou será algo mais misterioso ?